segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Final de Semana daqueles!


Hoje foi uma segunda-feira merecidamente preguiçosa, tivemos dias lindos e o final se semana foi salvo por um domingo maravilhoso com os amigos, compensando o sábado estressante com um pokbunny chato e xiliquento, confesso que no auge da minha falta de paciência sai andando e larguei namorido e filho pra trás, podem me dizer que é comum, que acontece nas melhores familias, mas honestamente, não dou conta de criança xiliquenta não, aliás, paciência é um dom, um dádiva DIVINA, não fui agraciada! haha.

No sábado tudo começou com a genial idéia do pai dele de não coloca-lo na carrinho, "ele gosta e precisa andar!", concordo, mas até ai o namorido ainda não sabia que isso tem hora e lugar, criança solta em uma lojas e mercado, NÃO ROLA, minha teoria ficou comprovada logo na primeira parada, eu precisava comprar produtos de higiene e um creme para os pés (meu pé tava parecendo uma LIXA!), lá fui eu sozinha pra dentro da loja, achei que os dois ficariam dando voltas na praça, logo em seguida escuto os berros do Pok, olho ele tava tentando derrubar tudo e ficou irritado quando foi interrompido pelo pai, meu sangue ferveu, corri pra longe (claro!), não tive o prazer de demorar o quanto eu queria e isso estragou meu humor, pagamos e continuamos as compras, mais choro na hora de comprar uns body pro pok, um verdadeiro escandalo na hora de ir pro carrinho, choro na C&A e uma mãe louca fazendo "corrida" com carrinho pra distrair o moleque, a cereja do bolo foi no mercado, enquanto estava sozinho comigo tudo ia bem, mas o pai apareceu e ele quis se libertar, chorou, foi pro chão e deu um xilique master, fiz de conta que nem conhecia e segui fazendo minhas compras.

Em casa ele comeu, dormiu e acordou ainda mais atacado, mexendo em tudo NO STOP, afim de garantir um domingo e uma semana mais tranquila, corremos pro Ikea comprar umas caixas, era hora de executar meu plano de desmontar a estante e abrir ainda mais espaço na sala, lá as coisas não foram muito diferentes da manhã em Delft, mais choro, mais birra, mais mãe fazendo de conta que não conhecia o namorido e o filho.


Sete e pouco da noite e eu que tinha feito uma janta deliciosa larguei tudo e fui encaixotar livros, Károly se encarregou de mimar cuidar do Pok, deu janta, brincou e fez oque pode pra mante-lo longe de mim, sim meus caros, eu tava o CÃO no sábado, quem me conhece de mal humora sabe muito bem oque isso significa, Pokbunny aos catorze meses conseguiu despertar minha IRA que esteve adormecida por um longo período, foi um daqueles momentos que eu pensei todo o tipo de besteira e me perguntei porque é que Deus tinha tido a brilhante idéia de me fazer mãe, EU, JUSTO EU que nunca nem dei bola pra criança, enfim, as mães iradas sabem bem as merdas que passam na nossa cabeça, ai a criança dorme, a ira passa e a mãe vai lá cheia de lágrimas nos olhos agradecer a Deus por ser mãe daquela criatura linda...(não foi bem o meu caso, mas acontece!)

No sábado eu não jantei minha comida dívina, mas tomei duas cervejas estupidamente geladas (não tomei mais porque fiquei com preguiça de ir buscar lá embaixo), tricotei meio cachecol (sim, eu sei tricotar, muito bem por sinal) e terminei a noite vendo seriado nos braços do meu amor.

Pok dormiu suas doze horas de sono e nós também dormimos super bem, domingo começou cedo mas menos estressante que sábado, almocei minha lentilha com linguiça as dez da matina e pok tirou uma longa soneca, a tarde aproveitamos o dia lindo em um Jazz Café de Delft, cercado de bons amigos e boa música, Pok nos surpreendeu, brincou, riu, aproveitou e foi mais uma vez muito elogiado, quem o viu de anjinho ontem não podia imaginar o diabinho que ele estava no sábado hahaha.

Entendo que entramos numa nova fase, pra mim sem dúvida está sendo a fase mais dificil desde que o Pok nasceu, me controlo pra não ser autoritária demais, pra não acabar aos berros porque isso ninguém merece, mas confesso que tem horas que parece que vou explodir e isso é foda, acho que só quem já passou consegue entender.

Eu e o Karo temos personalidades bem diferentes, ele tem uma paciência de Jó e eu sou muito pavio curto, melhorei bastante, mas ainda assim quando me tiram do sério é um inferno, eu vejo nossas diferenças de uma forma positiva, elas equilibram nosso relacionamento e acho que pode também ser positiva na criação do nosso filho, tivemos uma boa conversa sobre oque rolou e eu ter ficado puta com ele e Pokbunny no sábado, sobre o quanto é pesado por mim assumir o papel da mãe mandona, grande parte dos xiliques do Pok vem da liberdade que o Károly anda dando pra ele, a vontade de ser um super pai é tanta que ele acaba cedendo demais e o Pok que é esperto pra caramba sabe bem disso e abusa, nesse primeiro momento precisamos agir juntos, ambos precisamos ser firmes, não tem essa de um briga e outro agrada, fico muito, muito feliz que meu filho tem um super pai, um pai carinhoso, atencioso e super presente, o pai que eu nunca tive, mas espero que tudo seja feito na hora certa, tem hora de dar carinho e hora de dar bronca, hora de dizer não, porque se noso filho não aprender a nos respeitar agora, não vai ser mais tarde que ele vai aprender e vale lembrar que quem ama, educa! =)

E por ai, como é, quem agrada e quem dá a bronca? To super aceitando dicas de como lidar com essa nova fase, eu não sou muito adpeta de teorias de best sellers, prefiro a vida real, por isso as dicas "dazamigas" são as mais bem vindas! =)

Fotinhos do nosso domingão feliz! (foto do pok se jogando no chão do Ikea não tem hahah)

Esperando o papai pra ir pro carro.
Feliz no brinquedo na porta da loja, aqui tem um em cada esquina, haja moedinha.
Fazendo farra!
Minha MERECIDA cervejinha!
Tentou, tentou e conseguiu subir na cadeira sozinho!
Fiquei imaginando uma festinha nesse lugar tão lindo!
Meus meninos batendo um papo!
Familinha!


Beijocas e uma ótima semana! =)

Nenhum comentário: