terça-feira, 2 de agosto de 2011

A hospedagem em Veszprém

Na segunda-feira nos despedimos da belissima casa do tio Gyula (sim, ele tem o mesmo nome da cidade que minha sogra mora haha) e seguimos pra cidade de Vezsprém (há vinte e dois km de onde estavamos) a cidade que fica nas montanhas tem mais de mil anos de história e uma arquitetura de contos de fadas, com ruas de pedras, uma ponte linnnnnda e até mesmo um castelo com toda a sua corte.

Em Veszprém ficamos hospedados em um dormitório católico, eu explico, meu sogro é professor de uma escola católica apostólica romana, (daquela mesma "cadeia" religiosa italiana haha) e em muitas cidades eles oferecem dormitório para os alunos que moram fora. Pra viver ali é preciso ter mais de quinze anos, estar cursando o segundo grau em uma escola local e claro, ser católico praticante, uma carta do padre da paróquia que frequenta também é solicitado.
Ok,Ingrid, e porque vocês se hospedaram lá? Simples, porque nas férias quando a molecada não está por lá os docentes podem se hospedar DE GRÁTIS! =)), existem outros espalhados por aqui e também em outros paises nesse mesmo esquema, fiquei bem afim de conhecer hahaha.

Chegamos no meio da tarde e demos de cara com um prédio lindo, enorme amarelo que parecia mais um prédio de repartição pública (sim, porque no Brasil prédio antigo é sempre repartição pública, vocês sabem!), minha sogra e meu sogro nos esperavam. A sogra acabou com meu bom humor dizendo que nossos quartos ficavam no último andar, quatro lances de escada daaaqueles me saudaram, justo eu que ODEIO escadas, cheguei lá em cima botando os bofes pra fora e praguejando quem tinha tido aquela brilhante idéia.

Era um típico dormitório estudantil, um corredorzão carpetado cheio de portas, no final tinha uma cozinha, banheiros e chuveiros, tudo muito limpo e bem cuidado, nos quartos tinham três camas, armários e mesinhas de cabeceira, bem espaçosos. Também tinha uma sala de TV com poltronas e uma boa sala de estudos, onde de acordo com o informativo do local os alunos estudavam das quatro da tarde as oito da noite, eu ainda brinquei com o namorido dizendo que agora eu sabia pra onde ia o dinheiro do dízimo dos fiéis católicos hahahah, os alunos que vivem ali não pagam nada, é tudo mantido pela igreja e pelo bom estado de conservação é visível que são bem disciplinados e que o dinheiro está sendo bem usado.

Além de nós e dos sogros, tinha mais umas três familias, todas com crianças. Pokbunny aproveitou, brincou e correu muito por aqueles corredores, todas as noites foi dormir exausto, eu e o Karo ficamos meio perdidos com a falta de internet no quarto, internet só lá embaixo no primeiro andar, a preguiça falou mais alto que o vicio e usavamos uma vez por dia, só mesmo pra checar emails.

Eu adorei nossa estadia, as escadas eram horrorosas, rolou um tédio mortal na primeira noite, mas foi bem legal ficar por lá,.Valeu a pena não apenas pela total economia, mas pela experiência, por ser um prédio lindo, num lugar maravilhoso e com tanta história, faria novamente numa boa. (se tiver elevador ou se ficarmos no primeiro andar, ai sim eu será perfeito hahah).

Fotitos dos Local

O nosso "hostel"

Entrada
Nosso quarto
Playground do pokbunny, nesse corredor ele corria pra lá e pra cá
O segundo andar, acheio bonito, mas tem cara de hospital.
Eu contei, 101 degraus do primeiro ao último andar, NINGUÉM MERECE!
Uma das janelonas liiiiindas.
Agora pra fechar, um filminho do pequeno pokbunny em um momento de diversão no nosso quarto.

video


Gostaram?? Em breve tem mais!

Beijocas

Nenhum comentário: